PROCURO
Dentistas
> Pesquisar


PROCURO
Farmácia
> Pesquisar


Saúde Oral Infantil

O nascimento dos primeiros dentes

 

  • Os primeiros dentes surgem, geralmente, entre os 6 meses e os 3 anos de idade. Por essa idade, as crianças já têm, normalmente, a dentição de leite completa, composta por 20 dentes, 10 em cada maxilar, conforme se pode observar na imagem.
  • Regra geral, os primeiros dentes a aparecer são os da frente em relação aos de trás, e os do maxilar inferior primeiro que os do superior.

Sinais do surgimento dos primeiros dentes

  • Agitação durante o dia.
  • Insónia durante a noite.
  • Ligeiro aumento da temperatura.
  • Gengivas vermelhas ou inchadas.
  • Salivação abundante.
  • Ficar mais exigente com a comida.
  • Pôr constantemente objectos ou os dedos na boca.

Como ajudar o bebé


  • Dê ao seu bebé um anel de borracha próprio para o surgimento dos primeiros dentes. Existem vários no mercado, desenhados especialmente para esta ocasião. O anel favorece o surgimento dos dentes, pois o bebé tem tendência para mordê-lo.
  • Pode também comprar um gel específico para massajar a gengiva do bebé.
  • Mantenha-o distraído com música, um novo brinquedo ou mesmo um passeio, tentando que não se foque somente na dor.

Desde o surgimento do primeiro dente, deve começar imediatamente a higiene oral, para prevenir a formação de placa bacteriana e de cáries dentárias.

Como limpar os dentes do bebé

  • A higiene oral do bebé deve começar logo após o aparecimento do primeiro dente. Limpe o dente duas vezes ao dia com um pano molhado ou uma gaze.
  • Introduza a primeira escova de dentes mole quando a criança fizer 1 ano (sem pasta de dentes).
  • Comece a utilizar uma pasta de dentes infantil a partir dos 18 meses e até aos 6 anos. Ensine a criança a cuspir a pasta de dentes e a não a engolir.

Recomendações sobre o uso de chupetas e biberões

  • As chupetas só devem ser usadas quando a criança estiver agitada durante o dia.
  • Nunca coloque açúcar, mel ou doce nas chupetas ou biberões, pois podem provocar cáries e gengivites.
  • Não ponha na sua boca a chupeta ou o biberão antes de os dar ao seu filho, pois pode transferir bactérias da sua boca para a boca da criança.
  • Não permita que a criança partilhe chupetas e biberões com outras crianças.
  • As chupetas e os biberãos são desaconselhados depois do primeiro ano.

Problemas causados pelo uso incorrecto de chupetas (ex.: uso excessivo)

  • Posicionamento incorrecto dos dentes: A dentição pode ser empurrada para a frente, fazendo com que os dentes de cima não encaixem adequadamente nos de baixo.
  • Respiração pela boca: A criança tende a respirar pela boca em vez de respirar pelo nariz.
  • Problemas de linguagem: O uso excessivo das chupetas faz com que a criança não consiga ter a amplitude total para realizar todos os movimentos necessários para ter um discurso fluido e pronunciar correctamente as palavras.